Páginas

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Uma espécie de clarividência

Ver no claro é fácil. Todo mundo enxerga aí e não tem nenhum charme. Um grande líder precisa aprender a ver aquilo que está oculto, disfarçado, escondido.
É famosa aquela história de que um bom negociado deve ser como um bom jogador de pocker. Mas o que que quero dizer aqui é um pouco mais ousado que isso. Um bom jogador ganha, enquanto outros perdem. Um grande líder precisa garantir a vitória de muita gente, não só dele.
Assumindo minha experiência com meus clientes de negócios intensivos em conhecimento, desenvolvi um método bem eficaz e que pode ajudar:
- Primeiro, precisamos tentar VER NO INVISÍVEL do próprio negócio. Como entender o que realmente temos para oferecer, o que sabemos e podemos fazer de valor, como identificar as oportunidades e como criar uma marca única?
- Além disso, um bom profissional deve ter a empatia suficiente para se colocar no lugar dos outros e VER COM OS OLHOS DO CLIENTE. Com isso será mais fácil interagirmos com ele e, veja só, ele vai poder até nos ajudar... E vai querer nos ajudar.
- Também é preciso que um líder consciente VEJA NO CORAÇÃO dos profissionais de sua equipe. Essa é a visão dos ocultos motores que os movem; é daí que vem a possibilidade de inspirá-los.
Vendo assim será possível diferenciar-se como um líder que tem uma faculdade a mais, além do normal, uma espécie de clarividência. E hoje em dia são poucos os paranormais...
----
Teste esta tríplice estrutura para fortalecer sua liderança. Depois me conte suas constatações, pois há muita coisa que ainda não vejo e quero também ver. Também estou aprendendo, ora! A humildade é a base para desenvolver uma boa visão.

Um comentário:

  1. Muito bom empatia, alteridade base para liderar qualquer grupo, parabens.

    ResponderExcluir